Spider-Man está de regresso ao universo Marvel

0
Spider-Man: Homecoming
Spider-Man: Homecoming. Imagem: Sony Pictures
Amazing Fantasy (1962) #15
Amazing Fantasy (1962) #15. Imagem: Marvel Comics

O icónico Homem-Aranha, vigilante da cidade de Nova Iorque, apareceu pela primeira vez em 1962, na 15ª edição da revista de BD “Amazing Fantasy“, uma publicação da Marvel que contava as aventuras de vários super-heróis. O aranhiço estreou-se no cinema pela mao da Sony Pictures, que detém até hoje os direitos da exploração da marca Spider-Man.

Um negócio que evitou a Marvel de declarar falência em 1996, tendo resultado no surgimento da saga Spider-Man no grande ecrã.

Com o surgimento da saga Avengers da Marvel, a empresa americana solicitou a colaboração da Sony para introduzir o herói no seu universo, mais concretamente a partir do filme de 2016 Captain America: Civil War, como uma das personagens principais. Este acordo resultou também em dois filmes colaborativos, Spider-Man Homecoming (2017) e Spider-Man Far From Home (2019).

Spider-Man: Far From Home
Spider-Man: Far From Home. Imagem: Sony Pictures

Mais recentemente, em agosto deste ano, as duas empresas chegaram a um impasse. A Sony exigiu maior percentagem nos lucros onde o seu herói era representado, justificado pelo sucesso de bilheteira, para continuar a ceder a exploração da marca nos filmes da Marvel. Por sua vez, a Marvel não quis prescindir do super-herói mas o afastamento parecia inevitável.

Após o fim da colaboração entre a Marvel e a Sony, o Homem-Aranha foi afastado de futuros planos da Marvel para filmes onde o aranhiço seria protagonista. Este afastamento durou pouco tempo. Após alguma pressão da comunidade, que rapidamente se mobilizou contra o domínio da Sony sobre o super-herói querido do público, a empresa japonesa reconsiderou e regressou, ontem, à mesa de negociações com a Marvel, onde chegaram mesmo a um novo acordo sobre o futuro do Homem-Aranha.

Spider-Man: Far From Home
Spider-Man: Far From Home. Imagem: Sony Pictures

Sem valores ainda públicos, o novo negócio envolve a produção de mais um novo filme, onde o actor Tom Holland vai voltar a desempenhar o papel de Spider-Man. Com data marcada para o dia 16 de julho de 2021. Este filme será uma sequela direta da saga “Spider-Man: Homecoming”.

Spider-Man: Homecoming
Spider-Man: Homecoming. Imagem: Sony Pictures

Em declarações à revista Variety, o presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, mostrou-se entusiasmado com a continuação da saga.

Estou muito satisfeito que as aventuras do Spidey continuem na Marvel Cinematic Universe, e eu, tal como todos nós na Marvel Studios estamos muito entusiasmados por continuarmos a trabalhar com Tom Holland neste projeto. Spider-Man é um poderoso ícone e herói cuja história atravessa todas as idades e públicos em todo o mundo.

O novo acordo foi assinado na noite de quinta-feira (26 setembro), e as negociações envolveram as principais figuras de ambos os estúdios, incluindo Tom Rothman, chairman da Sony PicturesAlan Horn, co-chairman da Walt Disney Studios, e Kevin Feige, presidente da Marvel Studios.

Spider-Man: Far From Home
Spider-Man: Far From Home. Imagem: Sony Pictures

Com este acordo, a Disney (agora detentora da Marvel) irá representar um quarto do financiamento, com a Marvel a permanecer como consultora de produção, emprestando a sua experiência no desenvolvimento do novo filme. Por sua vez, a Marvel e a Disney irão receber aproximadamente 25% dos lucros, com a Disney a manter os direitos de merchandising.

Para além do filme já anunciado, que continua a saga do super-herói Homem-Aranha na pele do ator Tom Holland, o acordo entre as empresa também inclui o surgimento do aranhiço num futuro filme da Marvel Studios.

Para enviar uma sugestão, tens de fazer ou .

Comentários

Ainda sem comentários!

avatar
2000
  Subscrever  
Notificar: