Moche XL Esports: segundo dia e resumo do evento

0
Moche XL Esports by Huawei
Moche XL Esports. Foto: Actigamer

O segundo e último dia do Moche XL Esports by Huawei foi recheado de competições, prémios e muita animação.

O stand da PlayStation ocupou a área central do pavilhão, com uma competição de GT Sport, onde o vencedor levou para casa uma PlayStation VR. Também disponíveis para experimentação, os jogos Rocket League e Fortnite fizeram as delícias dos visitantes, além de estações de jogo com o exclusivo Detroit: Become Human e o popular jogo FIFA 18. No extremo do stand, uma tenda militar de Call of Duty: World War II foi o palco ideal para os fãs deste FPS, num ambiente verdadeiramente imersivo ao estilo do jogo de guerra.

O clássico jogo de luta Tekken, desta vez numa versão para PC de Tekken 7, providenciada pela ASUS, fez furor entre os visitantes do stand, que faziam fila para exibir as suas habilidades em duelos de 1 vs 1, frente a um ecrã gigante. Do outro lado do stand podia ser jogado Playerunknown’s Battlegrounds (PUBG).

No stand da Nintendo, os fãs puderam participar em torneios de Splatoon 2 e Mario Kart 8 Deluxe, dois exclusivos da Switch.

A Huawei, uma das patrocinadoras do evento, esteve presente com o seu novo modelo P20, e com a possibilidade de experimentar o poder da sua câmara tripla em diferentes ambientes de luz. Ao lado, a marca chinesa de smartphones montou um divertido palco em forma de castelo com o tema de Clash Royale, o famoso jogo mobile, onde decorreram várias competições relatadas por uma equipa de casters que descreviam toda a ação para uma plateia que assistia com entusiasmo.

Outra patrocinadora, a bebida Blue, animou o seu stand com um ringue onde os participantes puderam competir no Blue Like Out, uma animada luta onde o objetivo era derrubar o adversário com umas luvas em formato de um Like gigante.

No espaço Lenovo jogou-se Fortnite, com dezenas de computadores disponíveis e uma grande afluência de jogadores interessados em mostrar as suas habilidades.

Moche XL Esports by Huawei
Moche XL Esports. Foto: Actigamer

A distribuidora portuguesa de videojogos Capital Games também não faltou, com uma grande área dedicada aos simuladores automóveis e ao hardware de gaming, Trustmaster e Genesys.

Na Sala Tejo, também se realizaram os muito antecipados torneios finais do Gillette League Of Legends Invitational, com a participação dos Mad Lions E.C., Penguins, e os portugueses For The Win Esports e K1ck Esports Club, com a vitória na final dos espanhóis MadLions sobre os K1ck Esports. No espaço Retro Games, as máquinas arcade fizeram as delicias dos jogadores mais crescidos, mas também dos mais novos que puderam experimentar como eram os videojogos há algumas décadas atrás, e competir em Sensible Soccer no Commodore Amiga, FIFA na Sega Mega Drive ou Mario Kart na Nintendo 64.

O Moche XL Esports by Huawei contou também com espaços de jogo free to play, com o Fortnite a ser o jogo mais procurado, um palco dedicado à comunidade gamer empreendedora, apresentação de equipas, startups e jovens criadores, conferências sobre “Esports”, lançamentos de videojogos, bem como a possibilidade de contactar com youtubers e streamers.

No FIFA 18 os fãs puderam assistir a vários jogos de exibição com equipas como o Sporting Clube de Portugal, Manchester City, AS Roma e os Fnatic. Ainda no FIFA, a FPF Esports promoveu a Ultimate Challenge, um torneio no modo Ultimate Team. Com 16 atletas a defrontaram-se numa fase de grupos, tendo atingido a final António “godiiinho” Godinho dos Offset Esports e RastAArtur da Sporting Esports, tendo sido godiiinho o grande vencedor da competição, arrecadando o prémio de 2.000 euros.

Moche XL Esports by Huawei
Moche XL Esports. Foto: Actigamer

O Moche XL Esports CS:GO Cup foi o evento mais aguardado do fim de semana, com um Prize Pool de 50 mil dólares e seis equipas participantes. A arena criada para o maior torneio de CS:GO realizado em Portugal, não ficou atrás dos grandes palcos internacionais. Apesar do espaço do recinto da Altice Arena ter sido ajustado de modo a acolher outras competições e stands de patrocinadores, o palco principal foi bastante generoso. A ocupar a plateia norte da Altice Arena, o público assistiu ao desenrolar da ação nos dois ecrãs gigantes colocados nas extremidades do palco, existindo um terceiro ecrã ao centro que mostrava o estado das equipas durante o jogo e estatísticas de cada jogador. Com impressionantes jatos de fumo que destacavam as vitórias de cada equipa e finais de ronda, o jogo de luzes ajudava a preencher o espetáculo e a dar mais emoção a cada acontecimento. A plateia do palco principal foi preenchida por completo pelos fãs que não faltaram à chamada. Muitos foram os que estiveram presentes para assistir ao seu ídolo Ricardo “Fox” Pacheco, o jogador português mais condecorado dos Esports nacionais, que integra atualmente os Tempo Storm. Apesar da equipa ter sido eliminada da competição no sábado, frente à formação ibérica Giants, onde integram os portugueses João “Killdream” Ferreira e Ricardo “rmn” Oliveira, a ação e o entusiasmo dos fãs não abrandou no segundo dia.

Com uma moldura humana impressionante, nunca antes vista em Portugal num evento do género, foi a entrada em competição dos brasileiros SK Gaming, uma das equipas mais mediáticas do mundo, atualmente em 6º lugar do ranking mundial, um dos momentos mais aguardados. Após eliminarem a formação russa Winstrike, nas meias finais, viram pela frente a atual equipa em 15ºs do ranking mundial, Hellraisers, que eliminaram os Giants na eliminatória anterior. A final apoteótica foi decidida ao fim de duas rondas, tendo sido a primeira muito disputada com 36 jogos, levando a melhor a formação dos SK Gaming, com um resultado de 17:19. A segunda ronda confirmou a supremacia dos brasileiros, com um resultado de 10:16, tendo sido declarados campeões do torneio Moche XL Esports CS:GO. Gabriel “FalleN” Toledo, jogador da equipa SK Gaming, agradeceu o apoio dos fãs e referiu que “não esperava este evento tão ‘show’ como foi esse aqui. Ficámos muito impressionados. Todos aqui vieram porque sabiam que era uma experiência única. Portugal fez-nos sentir em casa”.

Moche XL Esports by Huawei
Moche XL Esports. Foto: Actigamer

O evento terminou com João Epifânio, Chief Sales Officer B2C da Altice Portugal, que subiu ao palco para agradecer a todos os visitantes e confirmar o sucesso desta primeira edição, anunciando uma nova edição em 2019, onde se espera que este evento internacional, que se tornou no maior evento de Esports da Península Ibérica, atinja patamares ainda mais elevados.

“O Gaming e os eSports em Portugal serão diferentes após a realização deste Moche XL Esports by Huawei. E o MOCHE demonstrou mais uma vez que é uma marca visionária com uma capacidade ímpar de comunicar com as gerações mais jovens que procuram coisas diferentes. Temos de nos saber transformar e ser capazes de conhecer o consumidor de hoje e do futuro. E depois do sucesso desta primeira edição, em 2019 estaremos de novo aqui com ainda mais animação, ainda mais ambição e ainda mais espetáculo”, referiu durante o discurso de encerramento.

A Altice Arena recebeu aproximadamente 20 mil visitantes durante os dois dias do evento, segundo comunicado da organização. O enorme sucesso do Moche XL Esports também se refletiu em números pouco usuais para eventos realizados em Portugal. As visualizações online dos vários torneios atingiram praticamente 1 milhão de visualizações, tendo as streams do torneio de CS:GO superado mais de 400 mil visitantes únicos, sendo que a final deste torneio chegou a ser assistida em simultâneo por 52 mil espetadores.

A Altice Portugal contou com a Huawei, Mercedes-Benz, Republic of Gamers, RTP, FNAC, MB Way, MOCHE, BluePlaystation, Globaldata, Gillete, Randstad e Activo Bank como patrocinadores deste evento, que teve a produção da E2tech, RTP Arena e da Hipnose Produções.

Para enviar uma sugestão, tens de fazer ou .

Comentários

Ainda sem comentários!

  Subscrever  
Notificar: