Análise: Team Sonic Racing

0

 

O Sonic resolveu pendurar as sapatilhas de corrida, pelo menos de forma temporária, e recorrer aos seus skills de condução em competições de velozes karts com design desportivo. Armados com engenhosos dispositivos ultrassecretos, estes veículos fazem bem mais do que andar depressa, e prometem horas de diversão em família ou com amigos, localmente ou pela Internet.

Esta não é a primeira vez que Sonic se aventura no mundo dos Karts. Dos vários spin-offs da saga do ouriço mais rápido do mundo, encontramos dois em particular que são muito relevantes. Além de abordarem o mesmo tema, Sonic & Sega All-Stars Racing lançado em 2010, e Sonic & All-Stars Racing Transformed, que chegou às lojas no ano de 2012, foram ambos desenvolvidos pelo mesmo estúdio Sumo Digital, também responsável pelo novo Team Sonic Racing.

Embora não seja oficialmente uma sequela, é evidente que Team Sonic Racing terá alguma inspiração destes dois títulos que foram bem-recebidos pela comunidade. Com várias mudanças na jogabilidade, agora mais virada para o trabalho em equipa, e a opção de não incluir barcos e aviões, será que esta nova fórmula irá convencer os fãs? Aquecemos os motores e fomos verificar…

Team Sonic Racing

Team Sonic Racing

Já desvendámos um pouco do que torna Team Sonic Racing diferente dos seus, mais ou menos diretos, antecessores. Com a nova jogabilidade, voar é uma coisa do passado, e os barcos também já não fazem parte dos veículos disponíveis, algo que nos deixa logo um pouco desmotivados. Era extremamente divertido poder experimentar estas diferentes formas de deslocação, que tornavam o jogo mais completo.

Também existem diferenças significativas no número de personagens disponíveis. Team Sonic Racing apenas permite jogarmos com uma das 15 personagens da saga Sonic, um número muito abaixo do que aconteceu em jogos anteriores. Existe aqui alguma falta de variedade, provavelmente explicada pela mudança estrutural da nova jogabilidade, que sendo focada inteiramente nas novas habilidades de equipa, seria ainda mais complexa de aprimorar com uma lista enorme de personagens disponíveis.

Algo inspirada na mecânica de Trailblazers, a jogabilidade de Team Sonic Racing recompensa-nos por criarmos um ‘caminho’ para os nossos companheiros de equipa. Quando somos o piloto mais adiantado da equipa, surge um rasto brilhante na pista. São pequenas linhas de boost que deixamos para trás e permitem aos nossos colegas de equipa atingir velocidades ainda maiores. Com este movimento chamado de Slingshot (Fisga), mesmo os jogadores mais afastados do topo da corrida podem regressar aos lugares de destaque da tabela classificativa.

Além desta habilidade, existem muitas outras, como é o caso do Skim Boost, utilizado para conferir um pouco de velocidade extra sempre que derrapamos perto de um companheiro, e o Ultimate Meter, uma barra de habilidade por equipa, que confere um boost de velocidade imparável, capaz até de passar por cima dos karts adversários.

Team Sonic Racing
Team Sonic Racing. Imagem: Sega

Esta nova forma de jogabilidade é muito motivante para jogar com amigos, e uma das melhores surpresas de Team Sonic Racing. Utilizar as habilidades básicas de forma inteligente, permite carregar o Ultimate Meter mais vezes, algo que pode ser decisivo numa corrida, assim o jogador e a equipa são recompensados pela sua boa prestação. Desta forma deixa de importar tanto a nossa posição atual na corrida, ou mesmo se o nosso carro será o primeiro a passar a linha da meta. A equipa é tudo!

Partilhar para Conquistar

Típicas ao seu género, as habilidades atacantes também estão presentes. Embora sejam um pouco menos desenvolvidas que em outros jogos, os rockets, pedras gigantes, e distrações sonoras, oferecem algum dinamismo às corridas. Menos bem conseguido foi o sistema de cores e símbolos utilizado para identificar cada uma das habilidades. Além de um pouco confuso, é pouco intuitivo, acabando por nos habituarmos depois de algumas partidas.

O novo Team Sonic Racing também utiliza o sistema de boost de três fases da série Mario, onde depois de drifts bem-sucedidos, ou alguma habilidade aérea mais trabalhada, recebemos um pequeno impulso extra. Nada de novo ou especial aqui, mas é interessante que um estúdio experiente como a Sumo Digital, não tenha qualquer tipo de problemas em adotar boas características de jogos concorrentes.

Dependendo da classe do personagem que escolhermos, e das habilidades já desbloqueadas, o estilo de condução pode variar muito significativamente. Pilotos de velocidade como o Sonic, são particularmente rápidos nos seus movimentos. Pilotos do tipo força, como Knuckles, podem destruir barreiras para utilizar o maior número possível de atalhos com sucesso. Mais uma vez, o trabalho de equipa parece ser o foco desta organização de personagens, e uma equipa bem equilibrada deve conter mais do que apenas um tipo de piloto, uma novidade que foi introduzida neste título, algo que aplaudimos.

Menos bem conseguido foi a implementação do sistema de Tuning mecânico e personalização visual. Além de ser um pouco limitado, com apenas alguns autocolantes, acentos de cores variadas e uns brilhos extra, a forma de desbloqueio destas modificações é algo irritante. Somos forçados a abrir capsulas que parecem saídas de uma máquina de feira, para descobrir a próxima peça extra que teremos à nossa disposição. Além disso, nada parece único o suficiente para nos motivar a colecionar todas as partes disponíveis. Uma vez que não existem para já microtransações, nem qualquer anúncio de conteúdo extra para o jogo, não sabemos se existem planos da editora ou do estúdio para alargar este sistema, mas por agora, é algo desinteressante.

Curva de Aprendizagem

Com tantas habilidades de equipa, com detalhes muitos específicos a cumprir, e grandes recompensas, se estas forem bem aplicadas, é natural que exista uma grande diferença entre o jogador novato e aquele que já conhece bem o jogo. Esta pode ser uma característica que pode servir de motivação para alguns jogadores, e confere um pouco mais de profundidade a Team Sonic Racing, um detalhe que apreciamos, uma vez que recompensa a aprendizagem.

Team Sonic Racing
Team Sonic Racing. Imagem: Sega

Uma aparente desvantagem desta complexidade, é o facto de existir uma pequena curva de aprendizagem que pode fazer diminuir o nível de diversão dos jogadores casuais. Até que tenham interiorizado todos os pequenos truques da jogabilidade, e a forma mais cooperativa de jogar, podem ser necessárias várias partidas, algo que não combina com o género casual e arcade deste tipo de jogos. Será que a Sega procura profissionalizar o Karting virtual? Veremos no futuro competições de eSports em Team Sonic Racing? O tempo dirá!

Multijogador Local e Online

No modo online podem competir em simultâneo até 12 jogadores. É uma pena que existam alguns problemas de estabilidade no jogo, e que alguns jogadores acabem por cair durante uma partida, deixando as equipas desfalcadas. A IA é um pouco fraca nas suas respostas, e de pouco serve de apoio, principalmente se estivermos a compará-la ao nível de um jogador humano.

No modo cooperativo local podemos jogar com o ecrã divido, um extra que adorámos, tão raro nos dias que correm. Embora não seja possível em todos os modos de jogo, é um bom extra que certamente será apreciado por muitos jogadores.

Com 21 pistas, 12 delas nunca vistas, uma boa banda sonora ao estilo de música eletrónica, e uns diálogos talvez um pouco simples, o jogo singleplayer consegue manter-se motivante. Infelizmente, os três níveis de dificuldade são um pouco desnivelados entre si, com uma enorme diferença entre os iniciantes e especialistas no jogo. O jogador médio, ou mais casual, não foi tido em conta, tendo de decidir se prefere jogar algo demasiado fácil, ou aplicar-se um pouco mais.

Team Sonic Racing
Team Sonic Racing. Imagem: Sega

Detalhes técnicos

Os efeitos de destruição e movimento dos veículos foram bem conseguidos em Team Sonic Racing. Com variados modos de jogo, como Contrarrelógio e Eliminação, não existem grandes defeitos a apontar do ponto de vista gráfico. As várias pistas apresentam cenários bonitos e interessantes, e embora existam relatos de algumas quebras de frame rate na Nintendo Switch (algo que não confirmámos), na PlayStation 4 não notámos qualquer problema de estabilidade ou fluidez.

Não podemos comparar os efeitos visuais de Team Sonic Racing com os de alguns dos simuladores de corrida de topo, mas dentro do seu estilo mais ‘desenho animado’ encontra-se a um bom nível.  É uma pena que isso não possa ser dito para todas as plataformas, porque em algumas delas a implementação foi ‘aparentemente’ inferior.

Team Sonic Racing
Team Sonic Racing. Imagem: Sega

VEREDITO

O novo Team Sonic Racing pode não ser o melhor jogo de corrida que jogámos, mas é certamente um dos mais divertidos! Não apresentando as antigas transformações em avião e barco, recompensa os jogadores com uma nova jogabilidade, especialmente refrescante graças ao seu foco no trabalho em equipa.

Devido a uma lista de personagens algo limitada, falhas de estabilidade online e aparente curva de aprendizagem algo ingreme para jogadas casuais, Team Sonic Racing pode ter perdido uma boa oportunidade de se tornar uma referência no seu género. Ainda assim, o estúdio da Sumo Digital merece reconhecimento por introduzir novas mecânicas de jogo, que, priorizando o grupo ao indivíduo, tinham tanto de arriscado como de benéfico e inovador.

Apesar do título indicar que este é um jogo de corridas, ficámos muito satisfeitos por descobrir que Team Sonic Racing é muito mais do que isso. Trata-se de um jogo que exige organização, estratégia e planeamento, além de algum trabalho em equipa. Aqui não se promove apenas o mais habilidoso, o mais rápido, ou o mais inteligente. Team Sonic Racing recompensa a eficiência do trabalho de toda a equipa acima da velocidade de um só piloto. Achámos que esta é uma excelente mensagem muito positiva que a Sumo Digital e a Sega quiseram transmitir.

Team Sonic Racing é um bom jogo de karts, mesmo ficando com a impressão que poderia ter sido ainda melhor. Sendo sem duvida um dos jogos mais divertidos do ano, é uma experiência obrigatória para todos os fãs da saga Sonic e um divertido jogo para toda a família.

 

Para enviar uma sugestão, tens de fazer ou .
Positivo
O trabalho em equipa é agora recompensado, mais do que a habilidade de um só jogador.
Banda sonora ao estilo música eletrónica combina com a adrenalina das corridas.
Modo história desafiante.
Modo cooperativo até três jogadores.
Negativo
Não inova no género de corridas de karts.
Níveis de dificuldade algo desnivelados.
Diálogos e cutscenes algo infantis.
Curva de aprendizagem pode desmotivar jogadores casuais.
8
Muito Bom

Comentários

Ainda sem comentários!

avatar
2000
  Subscrever  
Notificar: